domingo, 25 de dezembro de 2011

VÉSPERA DE NATAL

 

Os dias passam...                                                                                                                                                 Franca-Natal

Nossos pensamentos, planos, rotina... TUDO MUDA!

Tudo pode mudar de um dia pro outro.

Nossas concepções, visão do mundo, da vida.

Tudo se renova!

Quem é fechado, inflexível, dificilmente prospera... Melhora como pessoa.

Se o ano for bom, a esperança de um próximo ainda melhor aumenta na véspera de natal.

Se não for como esperava, quem crê ainda assim espera pelo que chega... Seja bem melhor do que o que vai acabar.

As luzes iluminam cada canto da cidade

No natal tudo parece ficar mais encantado... Até o jeito de olhar as coisas, tudo ao nosso redor.

Na cidade iluminada o clima de natal e a chuva fina mudam o astral; a perspectiva de um novo e lindo amanhecer.

Para os mais animados e crentes no amor divino: a véspera é a data mais bonita para comemorar ao lado de quem se ama... O aniversário de Quem tanto nos ama. JESUS!

Para os mais desanimados, deprimidos, nada os toca para animá-los... Só os entristece ainda mais... Veem apenas o lado negativo e triste das coisas.

Véspera é sempre dia de expectativa, de ansiedade por saber o que virá.

Véspera de natal... Data em que ficamos de mãos dadas; refletimos sobre tudo que vivemos; agradecemos por mais um ano; sorrimos; confraternizamos com quem gostamos; ceiamos…

Época de sensibilidade á flor da pele; corações cheios de compaixão pelos que não têm o que vestir, ceiar...

Hinos natalinos nos tocam lá no fundo, mesmo sendo repetidos todos os anos... Apimentam nosso espírito.

As pessoas ficam mais solidárias nesse período...

Para uns pode ser hipocrisia de natal, ou uma data só comercial...

Para outros, pode ser um modo de pelo menos uma vez por ano fazer algo por alguém, já que falta tempo na correria diária.

Natal; mesmo que para poucos hoje em dia... É tempo de agradecer por QUEM tudo nos dá todos os dias.

Parabenizá-lo por mais um aniversário em que está presente em nossos corações,e em nossas vidas.

sábado, 17 de dezembro de 2011

O FIM

 

O FIM

Piso em ovos ao falar-te de sentimentos; da gente; de verdades.

Sinto-me insegura sobre você, sobre o que um dia foi “nós”.

Não dá para prever sua reação... Será que isso é relação?

Será que é melhor omitir certas coisas?

Será que o que os olhos não veem o coração não sente?

É melhor esconder uma traição e deixar levar?

Dá raiva, tristeza pelo que me diz.

Não sei o que, ou como falar-lhe para a situação não piorar

Diálogo não há mais... Apenas discussões, decepções, frustrações, ressentimentos...

Por que acabou assim?!

É tão estranho para mim... Aprender a te esquecer; viver sem falar com você depois de tantos anos; aprender a não culpar-me intensamente pelo fim...

Numa relação, ninguém erra sozinho.

Será que amarei outro, como te amei?

Ao notar o fim da nossa ligação, por dentro me acabei.

Nenhuma lágrima por nós eu derramei... Elas se secaram há anos.

Meu coração está confuso.

Oras sangra, por tudo que sofremos e falamos no desenlace.

Oras está tranquilo; rendido  ao cansaço; ao desgaste de idas e voltas.

E oras está cheio de dúvidas: Será que um dia me amares como dizia?

Será que nos merecíamos?Penso que não.

Será que se morasse perto, tudo seria diferente?

Tantas perguntas sem respostas.

Esperei de ti tantas atitudes... Porém, nenhuma houve.

Nenhuma que provasse o teu bem querer que disse tanto ter por mim... Teu “AMOR ETERNO”!

Restará a nós apenas seguirmos em frente, e buscarmos a felicidade...

Talvez, vez ou outra, eu me lembrarei dos bons momentos... E só.

Encontrar alguém que reviva nossos corações... Que nos limpe de todas as desilusões amorosas; decepções que nos dão medo de amar, de tentar novamente.

A PERDA DE NÓS MESMOS E A FORÇA DA CONQUISTA

 

a perda de nos mesmos e a conquista

Todo dia perco um pedaço de mim!

Perco quando vejo pessoas tristes que amo e não posso ajudar.

Perco quando olho para trás e vejo o que deixei de viver na adolescência que não volta mais.

Perco quando vejo amizades que achava serem eternas chegarem ao fim.

Perco quando olho pro meu coração e vejo quantos pedaços de mim eu perdi com cada desilusão, decepção amorosa.

Perco quando olho meu quarto e vejo todas minhas noites solitárias na cama... Dormindo apenas com minhas fantasias.

Perco quando me olho e vejo que meus sonhos não se realizaram ainda... E o tempo passa tão rápido... A idade vai pesando.

Quem nunca perdeu partes de si mesmo ao longo da vida?

Não perco a esperança de juntar todos os pedaços de mim mesma e ficar inteira... Não com os pedaços que perdi, esses eu nunca recuperarei!

Quero pedaços novos, vida nova, concretização de sonhos velhos e dos novos que surgirão.

Somos tão capazes, que muitas vezes não temos noção.

Somos todos limitados em alguma coisa... Seja com limitação pouca ou grande, não importa... Todos nós podemos chegar longe.

Sonhar pequeno nem sempre é humildade... É ignorância do poder, da força que todos têm, mas só sabemos quando somos testados.

Uns não sabem e desistem de lutar e sequer conseguem descobrir o valor que têm... Drogam-se com drogas lícitas, ou ilícitas; se matam para não sofrerem mais.

Outros mesmo no fundo do poço conseguem ter esperança de serem diferentes e lutam, descobrem neles o que nunca imaginavam que tinham:

Descobrem força interior; vontade de serem e viverem melhor do que vivem; descobrem um AMOR SUPERIOR que os quer tirar de onde estão e fazê-los felizes.

Podemos perder a cada dia, ou minuto um pedaço de nós; mas com a força que temos e o amor Dele por nós; sempre ganharemos novos pedaços e tornaremos inteiros novamente.

MISTÉRIOS DA VIDA E HIPOCRISIA DA SOCIEDADE

 

 

Parei... Sinto-me frustrada comigo mesma.

Decepcionada com as pessoas, com a realidade da sociedade hoje.

Peco-me em ser tão sonhadora, acreditar na verdade, sinceridade entre as pessoas.

Peco-me em sonhar com um amor; namoros reais, amizades mesmo distantes; na boa intenção do próximo.

Afinal, o que nós seres humanos queremos?

A verdade, ou a mentira bonita que nos ilude?

Pregamos uma coisa, mas vivemos ou desejamos outra.

Só vive bem quem é hipócrita? Cruel conclusão!

Por dentro cresce a impaciência; a ansiedade que me faz comer sem ter fome; cresce a revolta com as coisas que vemos e não sabemos o que fazer.

O que me reserva o futuro?A angústia se apressa em chegar e perturbar-me.

Amar-se é encontrar-se, estar equilibrado... Isso é tão difícil!

Quando eu crescer quero conseguir!

A autoestima está escassa... Será pela falta de autoaceitação?

Um dia será que me aceitarei como sou?

É preciso mais do que elogios para “levantar nossa bola e mantê-la no alto.”

Só levantá-la não basta, mas nos envaidece, e anima nossa alma quando ouvimos um elogio sincero.

Desejo amor, beijo, amassos, diálogo, boa convivência, confiança, amizade, relacionamento sério e normal.

Quero algo que saia da rotina chata... Sem tédio!

Alguém que queira andar de mãos dadas... Com orgulho da pessoa que o acompanha. É pedir tanto assim?

Têm momentos que eu penso que sim... Parece que sonho mais alto do que deveria.

Até quando aguentamos suportar; superar; persistir nos sonhos, mesmo diante de tantas dificuldades que aparecem; sem ajuda e clamor a Deus?!

Como viver entre a divindade e mundo... Nessa loucura em que vivemos?

Nessa hipocrisia que todos os dias presenciamos.

Será que só com yoga e meditação alcançaremos o equilíbrio sonhado?

Não tem como saber, a vida é tão misteriosa.

Alguns conseguem desvendá-la e serem felizes.

Outros passam a vida tentando e não conseguem... Morrem!

E outros tentam, desistem logo e passam a existência se sentindo frustrados, perdidos, fracos.

Qual é o melhor caminho a seguir para encontrarmos o que buscamos?

O Guia já tem, mas será que é possível seguir entre a via dupla: A divindade e o mundo e seus prazeres?

O ser humano nasceu dividido... Será que isso um dia mudará e passaremos a multiplicar?

terça-feira, 22 de novembro de 2011

AMOR DESCONHECIDO

Amor que se vai longe.
Penso se um dia hei de alcançá-lo... Amá-lo como nunca amei!
Não sei se o perdi e não me dei conta;
Ou se ainda não o encontrei de verdade... Será que sim, ou que não?
Uma paixao arrebatadora, quem não a desejou ou deseja vivê-la?
Uma paixão que ao longo do tempo se transforma no amor.
Amor ágape, amor sublime, e que nos separe apenas na morte.
Amor romântico e sonhador... Que me inspira e me chama para o mundo das ilusões, da fantasia.
Quero um amor belo,vivê-lo de veras... Será que terei eu uma boa sorte?
Como o encontrarei? Como saberei que é amor sincero, e não uma paixonite passageira?
Chama que arde no peito... Chama esta, que nunca se apaga.
Chama do anseio de encontrá-lo... Seja onde for.
Amor,que já na altura do campeonato fa-me descrer na tua existência...Que aparecerá belo e sincero a minha frente.
Será que não mereço-te, amor? Pretende tirar de mim a esperança de tê-lo no coração, e vivê-lo intensamente?
Não falo de nomes, nenhum ocupa aqui este lugar especial e sagrado... Será que encontrarei quem o ocupe para sempre?
Não quero relacionamentos como diversão... Quero ser a mulher de sua realidade e sonhos...
Quero ser a mulher que esperas dia e noite.
Amor que não ilude... Acalmarás tu a minha alma, e tirarás a solidão de meu solitário coração?

DEUS E UM ALGUÉM

Sonho com você... Beijos, carinhos, e abraços.
Penso em você no passado e futuro... Será que acontecerá nós,ou não passa de ilusão?
Tento não pensar na angústia e solidão que estou sentindo.
Um presente não tão interessante para gostar, ou contar.
É o que tenho no momento... O que fazer para mudar?
Agarro -me na área espiritual... A Quem é amor, misericórdia...
Busco por Quem TUDO pode e não me abandona... Só Ele pode ajudar.
Não sou beata, ou do tipo puritana... E espero alguém do  meu presente, ou passado, que se torne meu futuro.
A Ti Senhor,e a Vossa vontade minha vida eu entrego.
Não dá mais para fugir de Vós, nem de Vossos planos... Não dá para lutar só, sem Ti.
Também não dá para negar a saudade que tenho de um certo alguém.
Esse alguém que me marcou, e talvez marcará bem mais.
Alguém tão especial que desejo reencontrar e trazê-lo comigo pasra o amanhã...Será que ele também deseja?
Conhecer esse alguém mais do que o superficial... E quem sabe,  fazê-lo amar-me de verdade?
Um amor ágape, e também carnal... Nós somos pobres mortais.
Desejo eu também amá-lo assim... Trazê-lo para mais perto de Deus,  e de mim.
Sou uma simples humana com força e fraqueza;alegrias e tristezas...
 Simplesmente imperfeita, mas na busca constante de ser alguém melhor, com uma pessoa diferente e melhor do meu lado.
Ambos sempre em busca do Superior... Deus!

ANGÚSTIA QUE DÓI O PEITO

Angústia que não se afasta do peito.
Receio de estar sempre incomodando,sendo inconveniente.
Quero trazer  a alegria,o bem-estar,paz a quem convivo...
Como passar o que não se sente?
O medo da solidão e abandono me perseguem.
Sinto a cada segundo essa sensação incessante.
Cada um segue seu rumo,seu destino na correria do dia - a - dia.
Estou aqui... Será que estou para e nem percebi?
Tudo isso causa em mim uma ansiedade constante, angustiante.
Uma ansiedade que aumenta e tormenta dia e noite.
A carência  sempre se aproxima, às vezes mais, outras menos... Nunca desaparece!
Procuro quem realmente me tocou o coração e o corpo, mas nenhum é válido.
Por circunstâncias da vida, e escolhas que fazemos.
A insegurança impede de ser mais eu... De ser ousada, corajosa, de falar o que sinto: atrávés dos lábios, da voz; impede de me soltar e ser feliz.
Insegurança pelo medo da crítica alheia, pensamentos maldosos...
Insegurança que me deixa medrosa, retraída, desconfiada, e calada... Quieta num canto; só observando a vida passar tão rapidamente.
Só as pessoas que amamos nos faz sublimar,esquecer os sentimentos,momentos ruins que vivemos.
Pessoas que nos amam pelo que somos, ou acham que somos; estas que nos valorizam e admiram.
Será que esses sentimentos, sensações que angustiam vão passar?
Não suporto mais viver assim... Como me olhar e cuidar melhor de mim?
Não sei como acabar com essa angústia,ansiedade que me apertam o coração.
Alguém me daria uma solução?    

CHORO

Lágrimas pela face no quarto escuro sobre o travesseiro já úmido... Da tentativa de limpar a alma...em vão.
Olhos molhados pela profunda tristeza do espírito.
Desejo de esmilinguir-me em lágrimas pesadas.
Choro de tristeza, desgosto, raiva de mim mesma.
Estou impotente, sinto-me culpada de fazer sofrer quem não merece.
Choro por tantas razões...Vontade de desaparecer.
Sinto-me tão nada, sem esperança,sem ânimo... Ânimo? Para quê?
Apenas meu corpo atrai... O interior pouco importa para muitos.
Choro por você; pelo fim de nós dois. Cada um para seu lado.
Choro pelo medo da solidão,pelo medo de magoar quem amo.
Choro pelo meu coração já envelhecido e partido.
"Choro por tudo"...Apenas uma pessoa prende-me aqui.
E a vida cristã, no desejo presente de ir pr'o céu... Se é que realmente existe... Será que Deus existe?
Rezo todos os dias, no anseio de acreditar, de não perder a fé.
Sinto-me às vezes tola, de ser como sou... Quero atitudes, não só palavras.
Será que você não me merece, ou eu que não mereço-te?
Não sei, mas agora o que adianta?Não posso vê-lo,nem tê-lo.
Hoje sinto como se a vida não me pertencesse... Só a uso por teimosia, sem enxergar o amanhã.

INGENUIDADE X DESCONFIANÇA



Sinto-me tola, a raiva de mim mesma inflama meu coração.
Ingenuidade que atrapalha, que traz problemas.
que aproxima os bons de coração;e os maus também.
Ingenuidade de Poliana,menina do otimismo e pureza.
Por que tem que ser assim? Em quem acreditar? Em quem confiar? Pelo que vejo... Ninguém!
Terei que viver na desconfiança?Isso angustia o peito,faz sofrer...Faz aumentar a solidão.
Será que esse mundo, ou melhor, as pessoas vão mudar?
Coração que se entristece com a maldade alheia, no mundo real, e principalmente, no mundo virtual.
Confiamos, acreditamos e nos decepcionamos... Meu coração chora.
Como viver e conviver com a desconfiança?
Dá um medo do mundo lá fora...como se vivêssemos numa bolha em que precisamos viver em seu"mundo" sem conversar,confiar em ninguém.
Será que conseguirei viver assim?
Desejo de perder a ingenuidade... Mas como perder a essência? Não sei o que fazer.
Inocência, ingenuidade x Maldade e desconfiança... No fim,quem vencerá?

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

PRIMAVERA



 
Sol intenso ilumina-me o olhar, as madeixas, cora-me a pele.
Calor que cansa, e que deixa o corpo ávido por água fresca.
A boca, os lábios secos... Desejando cheios de sede aquela água fria e pura.
Anseia-se por uma brisa, mesmo que suave na face.
As árvores mexem, dançam sob o sol escaldante, quando o vento lhe traz movimentos às folhas verdes da estação.
As flores abertas exalam seus perfumes, suas belezas... Felizes pela época e orvalho que as ajudarão a suavizar o clima quente... Ficarem mais belas com suas pétalas orvalhadas.
Primavera, estação das belezas, perfumes da natureza, tudo mais colorido, exuberante... Onde até a chuva torna-se mais apreciável e reconfortante.
Por –do - sol que deixa o céu mais colorido: rosa, vermelho, alaranjado de tirar o ar; de inspirar poetas; de despertar o romantismo nos enamorados.
Cada estação traz consigo uma nova forma de amor, de paixão.
Quem não sonha com um amor na primavera?
Flores mais bonitas, natureza mais feliz... Tudo fica mais sutil, leve e sensual.
O beija-flor semeando a beleza das flores cada vez mais... Levando vida por onde for.
Algo de se observar e admirar... Presentes de Deus sob nossos olhos todos os dias; perfeições e mistérios da vida...
Tão imperceptíveis pelas pessoas na correria contra o tempo.
Primavera que me inspira faz-me observar as coisas simples, e perfeitas que a vida nos dá todos os dias, dando-nos a oportunidade de admirar, se encantar.
Primavera que me deixa enamorada, encantada com os mistérios da vida; da natureza:
Da força e coragem de uma formiga levando alimentos o dobro de seu tamanho nas costas até a sua casa.
Deus que faz cada estação não somente para percebermos o tempo...
Estações onde podemos saborear as frutas de cada época, sentirmos o perfume das flores, aproveitarmos, admirarmos e agradecermos pelo poder da vida, e suas maravilhas.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

SENTIMENTOS E AMORES DIVIDIDOS




 Medos; sentimentos confusos; vontade de viver intensamente uma paixão... E o receio angustiante de não vivê-la.

Impaciência, stress, presa em casa... Oscilações de humor: tédio, sensação de inutilidade, solidão...

Basta sair, conversar, rir, ver gente diferente, rua, movimento, para distrair, sentir-se alegre e esquecer tudo de ruim naquelas horas.

Falta de crença muitas vezes em si mesma, em Deus, nas pessoas...

Corpo quente, pensamentos cheios de luxúria não saem da mente... Já se amanhece em êxtase... Excitação à flor da pele... Desejos reprimidos há anos.

Aliviamos-nos de alguma forma todo desejo contido... Logo aparecem sentimentos divididos:

Alívio, bem-estar, leveza... Juntamente com culpa, auto-recriminação, aflição.

Amor que me prende a você, e também me liberta ao dizer-lhe tudo que sinto.

Sentimento tão lindo, simples e profundo... Que geralmente é o meu mundo.

E ao mesmo tempo, sinto-me perdida... O que fazer?

Amo-te, mas não posso te ter... Não aguento mais viver assim.

Na vida real, mesmo que eu tente, não consigo tirá-lo de mim... Na verdade, nem quero.

Quero tê-lo perto, colado ao meu corpo, abraçados, olhos fixados um no outro... Você é meu amado!

Não consigo encontrar ninguém como você... Mesmo não sendo perfeito.

Não consigo envolver-me de verdade... Não quero entregar-me só por prazer... Não faz sentido.

Não quero mais uma ilusão... Nem para mim, nem para outra pessoa.

Jeito romântico agrada, mas também afasta... O que realmente importa hoje?

Viver uma vida real, e só ficar por ficar? Ou ter amor puro, verdadeiro no coração sem vivê-lo plenamente?

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

OLHAR DE VIÚVA



 
Olho-te, e vejo mais do que uma mãe viúva, mulher carente de afeto.

Enxergo em ti, vários olhares diferentes:

Olhar de uma batalhadora... Que a árdua batalha já demonstra em ti, o cansaço.

E até certa desilusão, desesperança no próprio futuro.

Olhar de uma pessoa ainda sonhadora... Que tem sonhos, ambições, desejos de ter, conquistar tudo o que a vida não lhe dera na mocidade.

Olhar de uma mulher com perdas, mágoas, lembranças difíceis, sofrimento presente desde a infância... Anulação de si mesma, em prol da realização dos outros.

Olhar em que ao lado, na face, encontram-se sinais da idade... E de tudo que passara até aqui.

Às vezes um olhar cansado, perdido, triste... Sinto-me impotente de ainda não poder mudar o seu destino.

Um olhar, sobretudo, de alegria de viver, de esperança, fé, humildade... Que me aquece o coração.

Olhar esse, que me faz reconhecer a mãe, pessoa, mulher que admiro e conheço há muitos anos... E amo cada dia mais!

Esse olhar que não quero deixar de ver jamais... Pois é dele, e do seu encantador sorriso, que me motivo a seguir em frente, não desistir, nem deixar de acreditar em mim, nas pessoas...

Olhar e sorriso que me incentivam a amar a vida, e amar a Deus, amar a todos.

Ver teu olhar é como um passatempo íntimo... Seja ele qual for naquele momento...

Cada olhar que vejo faz-me guardar lembranças suas pra eternidade... Mesmo sem você notar.

sábado, 24 de setembro de 2011

LIMITE DA VERDADE



 
Lágrimas escorrem pela face... Depois de um fim triste e aliviado de conversa.
Como chuva que corre livremente pela rua... Limpando tudo.
É o amor que desaba num silêncio frio... Sem clima para mais nada.
Sobrando apenas lembranças, sentimentos que ainda nos aproximam.
Diálogo é bom... Entretanto, dizer tudo que pensa e sente_ sem refletir pode magoar, entristecer... Sem querer.
Sinceridade total raramente é bem vinda... Independente da situação.
Qual o limite da verdade, e da sinceridade em um relacionamento?
Como saber até onde ir numa conversa sincera?
Ninguém quer ouvir dos outros, o que já sabe no íntimo.
Ouvir o que sabe, mas não quer _ é chato, ofensivo, dói,machuca...
É como por um punhal aos poucos no peito, só para doer mais.
Falar demais pode mudar profundamente a vida de alguém... Seja para o bem, ou geralmente, para o mal.
Palavras têm poder... Uma forma imensurável!
E a forma como as dizemos, tem consequências ainda maiores.
Família e amigos nos dizem às vezes o que não querer escutar, e perdoamos... Afinal, querem que melhoremos.
Estranhos nos dizem, e tudo cai como fofoca, ou maldade... Machucam com intensidade!
Sinceridade com moderação, e o jeito de falar podem elevar; entristecem um pouco o coração... Mas nos dá vontade de evoluir.
Ou a sinceridade sem freio pode nos mortificar, deprimir... Tirar nosso ânimo, até a vontade de existir.
Dizer tudo que o coração está cheio nem sempre o alivia... Ele pode se angustiar ainda mais _ pois magoa alguém, e diz o que não queria, nem deveria. 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

AMOR ANIMAL



 
Do nada, sem aviso prévio apareceu em nosso lar.
E aos poucos transformou de vez nossas vidas.
Com seu jeitinho de filhote, conquistou nosso coração.
Como um bebê recém-nascido, exige-nos tudo que é preciso:
Cuidados, carinho, amor, paciência, e muita atenção.
Com dedicação intensa a ti, um Amor Animal nasceu entre nós.
Como amigos, dispensamos carinho e lealdade, companhia um ao outro...
E também discussões, raiva momentânea por "artes" que faz... Não podem faltar.
Com você tive quer ter mais responsabilidade... E melhorei como nunca imaginei.
Com suas manias me acostumei... Tornou-se meu amigo companheiro, minha paixão.
Sem você em nossas vidas não dá mais para ficar... É mais do que um animal de estimação... É parte integrante, e importante na família no dia a dia.
Quando saio, vira e mexe, você entra em meus pensamentos: o que estará fazendo agora?Se fosse racional; o que estará pensando?
Quando olho-te, eu penso: como pode um ser desse, ser tão lindo, ser bravo e carinhoso, chamar tanta atenção, e conquistar tanto amor?
Não posso nem pensar em te perder... Viver sem você não dá!
Seja ave, cachorro, gato, animal grande, ou pequeno... Seja qual for... Só quem tem um pode falar.
Amor Animal é Indescritível!Não dá para explicar, só amar... E receber amor em gratidão.
Obrigada Tico, por mostrar-me o quão importante é ter, e sentir um Amor Animal!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

INCÔMODOS DA ALMA



 

Minh' alma se pacifica por uns motivos.
E ao mesmo tempo, se perturba por outros.
Por que nada é perfeito para sempre?
Por que sempre que estamos bem e felizes, aparece algo, ou alguém para nos incomodar, nos deixar aborrecidos, inseguros?
Nada permanece a vida toda igual... Seja a alegria, a felicidade, a paz d' alma, ou a tristeza.
O vazio no peito nos deixa sem vontade de animar, ou falar... Com anseio de se esconder do mundo, de si mesmo... Ficar quieto.
E tem momentos que esse vazio dá vontade de um ombro para chorar, um colo para se deitar, um ouvido para te escutar, e compreender...
O amor por pessoas queridas, a paixão por ti... Ambos ainda mobilizam o coração a pulsar forte, e irradiar luz... Iluminando todos que ama.
E oculta a sombra, a escuridão que sempre rodeia nossas auras... Uma hora, ou outra.
Momentos, palavras, sentimentos... Tudo pode incomodar a alma, deixando sua serenidade de lado...
Restando apenas pedir a Deus, para dar-lha o conforto, e quietação necessária.

sábado, 27 de agosto de 2011

AMOR TRANSFORMADO



 

Meu coração arde de vontade de tê-lo por perto...
De enlaçar-me em seus braços, sentir seu abraço.
De me sentir protegida de todo perigo, de toda sensação ruim...
Contigo sinto-me segura, protegida, e feliz... Tudo que preciso!
Sonho constante com seus beijos molhados e quentes; sua voz calorosa provocando a minha audição;
Seu olhar penetrante adentrando nos meus olhos; e teu sorriso marcante a iluminar-me.
As coisas vêm mudando, não é mais como antes... É ainda melhor!
A relação se transforma... Aprofunda-se... E nosso amor cresce!
Surpreende-me de uma forma bela, e natural.
Sinto-o mais presente, mesmo que por uns dias esteja ausente... Deixando sempre o sentimento da saudade.
Amor que se transforma a cada dia... Que nos envolve de um jeito sem igual.
Amor, amizade, paixão, desejo, admiração, companhia... Tudo nos faz aproximar ainda mais.
Quero ter todos os dias a segurança, a certeza desse sentimento que nos invade...
Que não dá sequer uma deixa para qualquer outro sentimento penetrar-nos no coração.
Amor, até onde irá sua evolução?... Amor que trarás a salvação, tirando-nos de vez a solidão a dois.
Amor que secará nossos prantos nas noites frias e solitárias... Sentindo na pele, a falta da pessoa amada.
Acredito que de verdade, um dia comigo você estará... E não sentirei mais tão intensamente a tua ausência... Já é tão profunda a carência!
Amor esse, que um dia plenamente transformado, nos fará estar lado a lado... E felizes verdadeiramente; eternamente!

domingo, 21 de agosto de 2011

AMOR PROFUNDO



 
Meu amor está enraizado... Meu eterno amado.
Cada dia mais profundo!
Você é a alegria do meu mundo.
Quando penso em você, nada mais me importa.
Amo-te intensamente... Não vivo sem ti.
Posso até viver, mas sem vontade honesta de sorrir.
Contigo, e com teu amor sincero, me dá vontade de amá-lo para valer.
De saber o que é divertir, ao lembrar-me de seu sorriso, e jeito alegre de ser.
Seus olhos são como pedra preciosa que me levam rendida para seus braços.
Não consigo, nem quero resistir... Em seus braços é único lugar em que desejo estar.
No toque de seus lábios macios, o gosto dos seus beijos, é o único sabor que quero provar.
Amor tão profundo... Que nem a mais potente ferramenta é capaz de arrancá-lo daqui de dentro... É impossível!
O desejo que tenho quando estou com você é de te amar, e gritar para o mundo: que você é meu amor mais puro.
Vem me fazer feliz... Meu amor, minha perdição!
Somente a força onipotente da vida, do destino poderá um dia tirá-lo de mim.
Você sempre será minha paixão... Minha irresistível tentação!

CONTRADIÇÕES



 
Tantos sonhos; tantos desejos; pensamentos inconfessáveis e irrealizáveis;

Tantas perguntas: algumas sem respostas... Na verdade, maioria.

Medos são vários... Que me limitam a ser quem quero ser.

Ansiedade intensa, com anseio de ser especial, de ser útil ao mundo.

Ansiedade perceptível nas expressões faciais e atitudes... A expectativa que as coisas aconteçam "pra ontem"... O mais rápido possível.

Tantos planos a serem concretizados... Com esperança profunda de realizá-los.

Com o sonho maior de amar; ser amada; ter família, mas sem perder a essência, individualidade... Será possível amar sem se sentir perdido de nós mesmos?

Vidas e pessoas opostas... Diferenças e semelhas que nos unem, e também nos separam... Confiança, ciúme, insegurança _ tudo na mesma relação.

Alegrias e tristezas; esperanças e frustrações; amor e amor, ódio não faz parte do meu coração.

Raiva temporária, só às vezes, não somos de ferro...

Sorrisos e lágrimas; moral e imoral; boa e má; a luz e a escuridão;

A paz e a perturbação da mente e do coração... Buscando a felicidade!

A serenidade na alma, e a excitação à flor da pele.

Beleza e sensualidade que atraem, mesmo com imperfeições.

Com poemas, composições e contradições, é prova que apenas o externo não importa... Mesmo que para muitos é fundamental.

Quero ser igual a você, mas também diferente.

Ser diferente é além de normal... É bom... É ser único... É ser você mesmo.

Que merece o respeito, ser amado e admirado por ter coragem de não ser igual a todos.

Contradições... É isso o que somos... Mais do que qualquer coisa: Somos a maior complexidade da vida.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

TRAVESSURAS DO DESTINO



 
Quero sair por aí sem rumo... Sem dia para retornar, sem planos.
Tudo muda de um dia p'ro outro... Do nada... Total surpresa!
As expectativas, emoções, a realidade; os projetos de vida, sentimentos...
Nada é exatamente eterno... Dura o tempo suficiente que deveria durar.
Quando nada do que espera ou planeja acontece, perde-se o chão... Fica sem ação, nem visão do amanhã.
Sente-se flutuando completamente, mas sem ao menos desejar por isso.
O destino parece não querer o que quero... Seus planos talvez sejam mais excitantes.
Muda-se radialmente o percurso... É preciso novamente redirecionar os planos, aceitar os desafios da vida, testar a capacidade, transpor limites.
Tudo para não ficar mais perdido do que já está.
O planeta gira, o sol se move ao nosso redor... Não dá para esperar sentado que as coisas aconteçam para você... Serás esquecido.
Ou o próprio destino fará de algum modo você levantar de onde está e agir.
Qual minha maior missão? O que o destino prepara para o meu futuro?
O que tenho de fazer?
Tantas coisas eu enfrentei... Tantas mudanças fui obrigada a fazer para crescimento humano.
Limites eu transpus, ou ao menos, penso que os fiz.
Tantas perdas... Momentos de alegria, paz, felicidade, realizações; tristeza, frustração, e muita solidão.
Às vezes me pergunto: para quê fazer planos, criar laços de amizade, se apaixonar?
Se o destino com suas travessuras e aversão por tédio sempre nos muda de lugar, de planos, sonhos, de pessoas...
Tirando-nos pessoas tão especiais, causando grande saudade, e nos aproximando de outras_ amenizando um pouco a solidão.
Quais serão as novas travessuras que o destino nos reserva? Será que estaremos preparados?

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

O SILÊNCIO DIZ MUITA COISA



 

O silêncio te cala também... Não há muito que dizer.

Meu olhar está triste e cansado... Olho-me no espelho e não me reconheço mais.

Minha cabeça está vazia, parece estar oca por dentro, embora também passe muitas coisas pela mente ao mesmo tempo.

Olho para um lado e para o outro... Vejo apenas o passado, e o presente... Cadê o futuro?

Não vejo o porquê de sorrir alegremente... Pois sorrio com os lábios, não com o coração.

A brisa lá de fora não entra pela janela... Nem chega a mim para refrescar-me o corpo, nem a alma.

Não é ingratidão pelas coisas boas que acontecem... Espero que não!

É verdade que no coração não se manda... Não mando em nada... Têm horas que nem em mim mesma... Perco o controle dos sentimentos, e sensações.

Por que tentar mudar o que sentimos e pensamos, mesmo que não sejam bons?Não vivemos somente de boas emoções.

O domingo de hoje me abate profundamente.

Comparações não saem da mente... Surgem como poderosos tornados, numa velocidade incontrolável... Devastando boa parte do que há aqui dentro.

Não dá pra parar... No fim, sinto-me frágil, quebrada, precisando urgente de proteção e cuidados.

Meu silencio parece não lhe dizer nada... Sinto que nem nota o meu calar diante de você.

Nossa sintonia de antes parece se perder... Será que nossa profunda ligação se evaporará no ar, como outras que já tive na vida?

Não consigo mais encontrá-la, quando olho em seus olhos...

Pergunto-me: será que você também não a acha?Será que também vai embora?

O coração se entristece novamente e me sinto de repente, só... Sem ninguém pra conversar, sem ninguém que me entenda... Mesmo rodeada de pessoas amigas.

Será que você percebe a minha solidão?Ou nem tem mais tempo de ver e sentir tudo ao seu redor?

O silêncio meu e teu diz mais do que palavras... Infelizmente parece dizer quase um doloroso ADEUS!

sábado, 23 de julho de 2011

FOME



Fome que me faz sentir vazio por dentro.
Esta que separa os pobres dos ricos, quando esses não têm nada no fogão pra cozinhar.
Fome de esperança no futuro.
Vontade de crer quer o amanhã será bem melhor que o presente, e o passado.
Fome de amar sem limite, e também de ser amada.
Fome de acreditar nas pessoas e num mundo melhor.
Ah! Que fome inesgotável de ser feliz!
Fome de ser eu mesma de verdade... Sem o receio da opinião alheia, sem o preconceito que me inferioriza.
Sem o medo terrível da solidão que me apavora.
Fome; é essa vontade de saciar a vontade.
Vontade de preencher o vazio que sentimos dentro da gente.
Seja de comida, de amor, saúde, felicidade, paz, liberdade, esperança, mais fé...
Há tantos tipos de fome... Fome principalmente de viver, e sorrir com vontade.
Sentindo profundamente a liberdade... Sem o medo que me aprisiona.
Fome de sentir a paz que me falta quando não estás por perto, ou algo me aflige sem calma.
Do que será que você sente mais fome?
Será que um dia nos sentiremos totalmente saciados dessa fome que mata tanta gente?
Seja pela causa da desigualdade social na nossa pátria, ou o preconceito que faz as "vítimas" sofrerem arduamente... Ou qualquer outra causa.
Será que nós sentimos fome do que não temos e precisamos, ou a fome sente a nossa falta e não nos têm?



quinta-feira, 14 de julho de 2011

SERÁ?



 
Perco-me dentro de mim... Tem horas que fico assim.
Às vezes fico tão confusa.
Não sei o rumo que vou seguir, o que pensar, ou fazer.
O que sinto é inexplicável para expressar... Na verdade, nem eu sei o que sinto.
Pensar em você é algo que tento inutilmente evitar... Para não me confundir ainda mais.
Mas não tem jeito... Você é desobediente!
Invade meus pensamentos e não quer nem saber.
Finge não ouvir que não quero pensar em você... Amá-lo hoje, me faz sofrer...Mas não consigo te esquecer.
Minha cabeça vai à mil. Penso em tanta coisa ao mesmo tempo.
Um desses pensamentos sempre tem você presente.
E nesses momentos, meu coração "borbulha" de emoção.
Ele te ama... Mas parece se estraçalhar, quando lembra que tu não o queres por perto.
Ele deseja pular pra fora do peito, atravessar a tela do computador _ Tudo para chegar até você... Quando o agrada com carinhos e beijos.
A vida não é só de rosas desabrochadas, lindas e perfumadas... Tem também espinhos pontiagudos.
Quando meu peito "sua", é o coração derramando lágrimas por se sentir chutado por ti, como se brincasse com bola de futebol... Quando não está a fim de agradar.
Quando brinca de "bola" com meu coração,tu o feres,magoa sem precisão, nem explicação.
Estou perdida, sentimentos confusos... Medo e insegurança estão à solta.
Quando isso parará?
Será que um dia te terei de volta?
Será que vou querer-te de volta quando me quiseres, mesmo te amando?
Será que vou ganhar, quando perder de vez seu coração?Ou será que perderei ainda mais, se isso acontecer?
Tanto, Será?... Tanta imprevisão... Será que um dia, essas dúvidas virarão certezas?

terça-feira, 12 de julho de 2011

O VENERADO



Persigo-te aonde vá...
Onde estiver não desisto de te acompanhar... Largo tudo e todos por você!
Mesmo sem me ver, você se sente venerado sob meu olhar... Sem saber quem eu sou...
Sente-se venerado, idolatrado... Como a um deus!
Para mim tu és um deus grego, que idolatro a cada gesto que faça.
Venero-te a cada palavra que sai de sua boca miúda, carnuda e macia; Que eu sonho tanto em beijar;
Venero-te a cada sorriso estonteante, com seus dentes grandes, brancos e brilhantes como diamantes;
Que faz mexer seus músculos faciais e aparecer aquela covinha linda na bochecha rosada;
Bochechas rosadas, marcadas pela timidez que me encanta, me apaixona ainda mais;
Meu olhar não só te venera, ou adora... Ele também te devora!
Não perdendo nenhum detalhe de suas ações e de seu corpo forte, viril!
Não me conhecerás, enquanto por mim, tu não procurares...
Há quanto tempo por você estou apaixonada?
Faz tanto tempo que nem me lembro mais...
Mando-te cartas de amor secretas, sem nome ou endereço... Aumentando sempre mais sua curiosidade, seu interesse em saber quem sou.
Vejo-te olhando para os lados, procurando meu olhar...
Será que já me conhece? Posso estar mais perto que imagina!
Enquanto não me encontrar, continuarei a venerá-lo, amá-lo de longe... Com a curiosidade e vontade incessante de nossos olhares se cruzarem, de nos amarmos.
Se meu encanto por ti um dia acabar, caso nosso encontro não dê certo, peço-te que não se preocupe meu venerado.
Não estará sozinho... Mesmo de longe, sempre estarei contigo.