quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O JARDIM DAS FLORES

 

Jardim_Florido_thumb[8]

Flores do meu jardim... De tão lindas e perfumadas, parece que estamos na primavera.

Mostram-se mais belas do que do resto do mundo...

Flores de todas as cores, que enfeitam a minha casa... A minha alma!

Minha alma que rejubila de felicidade... Deus existe!

Que me faz ver que o sonho pode se tornar realidade.

Que a vida não é só de lágrimas e sofrimentos.

O sorriso nos lábios; o brilho nos olhos e a inspiração; a vontade de amar e ser amado ainda persiste... Só estavam aguardando para aparecerem na hora certa.

Flores do meu jardim... Que mesmo com tudo dado esperavam a hora exata para desabrocharem... Demonstrarem toda beleza que segredavam.

Como o coração que está cheio de ternura, carinho, esperança, desejo, amor para ofertar... Esperando a pessoa certa para merecer e poder finalmente, amar.

Mostrar tudo que guardava no coração... A alegria e a certeza da fidelidade divina que vêm da alma.

O jardim das flores que quero sempre cuidar... Flores que quero ver sempre vivas e bonitas.

Essas que me dão motivos para alegrar e não deixá-las murchar.

Quero que sejam como o amor: lindo e sem fim.

Que seja como essa união que começa: terna, bela e eterna.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

A VELHICE

 

idoso solitario IDOSAS DANÇANDO IDOSOS

A pergunta que não cala:

Será que chegarei até lá?

Temo pela velhice que anda tão pouco respeitada... E nada valorizada... Tanto idoso maltratado na casa dos filhos; ou solitário, abandonado no asilo.

Temo pela dependência de anos atrás... Ou voltar ser cuidada e tratada como criança… A ponto até  de usar fraldas.

Quero ser uma jovem idosa... Daquelas firmes e animadas, aventureiras...

Sempre aparentam ter bem menos idade do que realmente têm.

Temo por ser aquela velhinha chata, que reclama de tudo, sempre mal-humorada ou desanimada... Tendo aquela vidinha pacata e sem graça, triste.

Velhice que quero passar ao lado do meu companheiro, ainda amando-o, desejando-o; saindo, dançando, viajando... Hoje é tão possível.

Por que ter uma velhice sem amor, romance, desejos e passeios? Se vê tantos fazendo isso por aí, nos grupos de terceira idade.

O tempo passa, a idade avança, mas o coração nunca cansa de amar e de querer ser amado... De continuar a viver... Ser feliz.

Por que tem que envelhecer como antigamente? Ficar só em casa esperando a vinda dos filhos, dos netos; ficar tricotando ou vendo TV; dormindo...

Temo pela falta de memória, pelas doenças normais do idoso... De suas limitações, costumes, manias...

Sonho em ter um dia sua maturidade, sabedoria e histórias... Que só eles sabem contar como ninguém: tudo o que viram e viveram.

Não dá para esquecer o meu avô e suas histórias de ferroviário, ou de minha avó e suas estórias encantadas.

Velhice que me entristece ao lembrar que apesar de tudo que ainda podem viver... Estão mais próximos do fim do que nós, os jovens aprendizes da vida.

Velhice... Muitos temem envelhecer, por medo de rugas, de o cabelo embranquecer e das artrites da idade já avançada...

Mas o que seríamos de nós hoje sem os mais velhos para construírem as nossas histórias?

Somente os sortudos envelhecem... E os mais sortudos ainda, aproveitam e envelhecem bem.

VIVIAN E O PODER DE LUTAR

Era um dia bem chuvoso e frio e Vivian se perdia em seus pensamentos sobre quem realmente era e para que razão estava nesse mundo, enquanto...