quinta-feira, 29 de abril de 2010

SAUDADES


Saudade é uma palavra que apenas nós brasileiros conhecemos,
Mas o mundo todo sente em diferentes idiomas e significados.
Saudade é sentir muita falta de algumas pessoas ou momentos que ficaram pra trás.
Ás vezes uma saudade gostosa, pois lembramos apenas dos momentos bons vividos.
Como sair pra comer uma pizza no restaurante, minha mãe, meu pai tão querido, sempre guardado no meu coração, meu irmão e eu.
Ou almoço em família em volta da mesa no domingo. Só nós quatro, ou na casa de meus avôs, maioria dos parentes maternos reunidos. Era tão gostoso.
Com pessoas muito importantes e insubstituíveis em nossas vidas, mas que já se foram.
Também momentos marcantes como estar com minhas amigas, hoje tão distantes de mim.
Eram tão bons aqueles encontros, seja na escola ou em casa,dávamos boas risadas.
Saudade da turma na escola, conhecida de anos, as brincadeiras nossas, os gestos e broncas que os professores nos dava.
Saudade das paqueras da adolescência, das paixonites desde a infância, coisas que me dão risos só de lembrar.
Saudade às vezes também é tão dolorida, que machuca,aperta o peito, angustia nossos corações, nos falta até o ar.
Sentimos saudade da época em que pudemos fazer coisas que talvez hoje, devido às circunstâncias da vida, não podemos mais.
Como correr, brincar, pular, dançar.
Saudade da época em que éramos realmente felizes e não sabíamos, e hoje nos arrependemos por não termos aproveitado mais.
E isso nos deixa deprimido, sem ânimo, irritados, angustiados.
Isso sem falar na saudade da pessoa amada, às vezes até dói, de tão intensa que é.
Aquela que contamos cada minuto pra estar perto, ou ouvir, falar com ele (a), saber se está tudo bem, ouvir sua respiração, e também sentir a saudade dele (a) por você.
Se demorar um minuto pra chegar, é hora de desesperar, o coração acelera rapidamente.
Enquanto não ouve sua voz, ou sente seu cheiro, ou presença, ou enquanto não poder demonstrar a saudade enorme que sentia da pessoa amada.
O coração acelerado e apaixonado não sossega, ele bate sem parar.
Por isso prefiro as saudades gostosas e de uma apaixonada, que nos deixa melancólicos e fora do ar, extasiados, encantados.
Esses tipos de saudade eu gosto de ter, lembrança de momentos bons, inesquecíveis e indescritíveis, como o dia que encontrei o cantor Vavá, há dez anos.
Os momentos mais dolorosos, por mais difícil que seja, procuro não lembrar, mesmo às vezes sendo inevitável.
E infelizmente fazem parte da vida, a gente queira, ou não.
Fazem-nos também refletir sobre nossas vidas, e quando possível, não errarmos mais, ou não cometermos os mesmos erros de anos atrás.

VONTADE X MEDO DE AMAR

Queria poder amar-te com todas as forças do meu coração.
Queria poder entregar-te meus suspiros, meu calor, meu corpo, meu mais profundo amor.
Mas isso não sou eu quem manda, e sim, meu solitário, sofrido, desiludido,
Despedaçado, e por que não dizer, amargurado e bobo coração?
Um coração que está muito amedrontado, me fazendo ficar com os pés fixos no chão.
Pois depois de tanta desilusão, ele tem pavor de se imaginar sofrendo mais uma decepção, e ficar completamente cheio de amargura.
Mesmo cansado de tanta solidão, querendo tornar apenas um com o coração da pessoa amada.
Ele pede socorro, pois anda tão partido, devido o medo de amar e ser amado, e o desejo de ser renovado, que ás vezes lhe bate o grande desespero de nunca mais colar-se.
De não ser mais um coração feliz e saudável, como tantos por aí, felizes e apaixonados.
Ouvir elogios e declarações o deixa tão confuso que não sabe como lidar.
Não sabe se acredita e deixa rolar, ou se finca no chão e manda mais esse “andar”, pois está com medo de amar, se apaixonar, se entregar.
Ele acaba por enlouquecer a mente, pois este também não sabe como agir.
Conhece o real desejo do coração e o do corpo em erupção.
Qual ela deve atender pra mandar a correta mensagem para eu agir?
Persistir em busca do amor, mesmo podendo sofrer mais uma vez de dor, desilusão, amargura, decepção?
Ou deixar rolar com quem eu tiver mais afinidade, química ou intimidade, esquecendo a voz do meu coração, e deixar falar a voz da razão?
Ás vezes, eu sou tão covarde ou indecisa, que fico com medo de tomar uma atitude radical e me arrepender futuramente da minha escolha.
O equilíbrio é tão difícil de encontrar, será que um dia isso irá acontecer?
O famoso “amar sem esperar receber”, é tão lindo de dizer e ouvir alguém declamá-lo.
Mas na vida real, quem realmente apenas quer amar, e não se preocupa ou entristece se, por aquela
pessoa, não é amado?
Quem realmente quer dar sem receber nada em troca, mesmo que seja mais pra frente?
Seja por Deus ou pelos homens.
Eu quero amar, é tão bom, mas é maravilhoso quando também se é amado.
Espero que um dia, não muito longe, meu coração consiga se colar, recuperar, ficar novinho em folha.
Sem medo de amar, se entregar, mas que ele também deixe ser amado sem medo da dor ou desilusão.
Só assim eu poderei ser feliz de verdade. Pois darei e receberei seu amor em troca.

ESPERANÇA

Hoje o dia está um pouco entediante, chato, sem nada de tão bom pra fazer.
Mas não perco a esperança, tenho fé que tudo irá melhorar.
Que o dia ficará radiante, assim como ainda se tornará até o final.
É impressionante como às vezes ficamos positivos, esperançosos nas pessoas e no mundo.
Acreditando que tudo que é ruim, por mais que demore, sempre passa.
Pois felizmente e também às vezes infelizmente, nada é pra sempre ou eterno,
Seja felicidade ou tristeza, sofrimento ou bem estar.
Esperança é algo que motiva que nos faz acreditar que tudo passará e a felicidade plena encontrará.
É um tipo de fé em Deus que temos no coração, que muitas vezes parece acabar.
Tudo que estava mal, não mostra mínimo sinal de melhora, o coração fica “frio”, e nos tornamos muitas vezes “secos”, amargos, questionadores sobre Deus.
Mas no dia seguinte ou outros após, tudo ou apenas algo muda, nem que seja uma mudança como uma gota d’água, no oceano cheio de ondas.
E o seu olhar volta brilhar, se transforma, e a esperança volta liderar, mesmo que não tão intensa.
Há uma frase de Mario Lago que sempre tento seguir, pois pra mim é inspiradora.
“Sem esperança, é melhor apagar o arco-íris”.
Pois a esperança dá cor a nossa vida, se a perdemos, acaba nossa vontade de lutar.
De acreditar nas coisas, e principalmente em Deus, nos homens.
Esperança é como ar que respiro, preciso dela pra perseverar, acordar animada na maioria das manhãs.
Não sei se eu estaria aqui senão fosse a esperança, seja a minha, ou de pessoas que gostam e torcem pormim,pela minha vitória.
Que seria de nossas vidas sem esperança, expectativa pra viver bem e feliz um dia?
E ter força pra conseguir o que tanto quer?
Penso que fé e esperança é uma coisa só. E junto com o amor, formam combustível de grande boa energia, pra andarmos sempre e olhando em frente pra sermos felizes.
___________________________________________________________

sexta-feira, 23 de abril de 2010

DESEJO MAIOR


Tenho grandes desejos, alguns hoje muito difíceis de realizarem.
Desejo de ver minha família e meus amigos bem.
Desejo de me sentir realizada profissionalmente,
Seja como poetisa, ou arquiteta, ou sei lá, qual outra coisa que me aparecer.
Desejo de ver o mundo em paz, sem tanta violência.
Desejo de ver as pessoas mais amáveis, caridosas pra esse mundo ser melhor de viver.
Meu desejo maior, além de ser feliz também no amor, mas sem dor.
É ser feliz do lado de alguém especial, sentir o seu coração batendo forte, colado ao meu.
Sentindo também as batidas aceleradas do meu coração por estar perto dele.
Sentir seu perfume misturado com suor, amor e desejo.
Desejo de ser beijada apaixonadamente, ver sua boca procurando a minha.
Sentirmos um ao outro, através de nossas mãos e corpos ansiosos.
Na procura incessante de um completar o outro, conhecermos nossas almas, para nos entregarmos de corpo e alma.
Descobrindo cada centímetro do corpo um do outro, e nos amarmos como nunca amamos antes.
Desejo de fazermos planos juntos, sonharmos os mesmos sonhos sem realizarmos.
Lutarmos, conquistarmos e brincarmos juntos, e que nem os problemas serão suficientes para separarmos.
Desejo maior disso tudo é ser feliz, sem e também com alguém.

DILEMAS

Vivo com dilemas permanentes
O que sou?Do que sou capaz?
Será que quando um dia eu for, sentirão minha falta?
De minha família e amigos, com certeza sentirei muita falta e muita saudade.
Penso que um pouco sentirão, mas quero que sigam em frente, sempre confiantes, sorridentes, com fé e felizes, principalmente.
Pois assim, sempre vou querer vê-los, onde eu estiver.
Assim como maioria dos deficientes, tenho tantas dúvidas, vivo a pensar.
Será que sou realmente completa, capaz de fazer alguém feliz?
Será até onde sou capaz de profissionalmente chegar?
Será que poderei ter filhos, sem regredir minha evolução no tratamento?
Não me importo de ter um por adoção, mas será que serei uma boa mãe, como a minha é? Será que realizarei esse lindo sonho?
Eu algumas vezes já pensei em desistir de lutar, parar de mostrar a todos e a mim mesma do que sou capaz de realizar.
Mas precisei ser forte, não por mim mesma, mas precisei pensar, recuar e deixar de ser egoísta.
Pensei em quem me ama, torce e me incentiva a caminhar sempre em frente.
E também por quem nem me conhece, mas passa pelos mesmos dilemas a ser forte e aguentar, longe de eu querer ser mau exemplo pra alguém.
Não quero ser exemplo de força nem de nada superior, há pessoas aí fora, muito fortes e mais vencedoras.
Por as pessoas que amo, pelos guerreiros na vida real, e por mim mesma, eu quero viver, vencer cada batalha, realizar meus sonhos.
Dilemas que sempre teremos, por mais que digam que tudo isso é absurdo,
Enquanto não vemos o contrario, não nos convenceremos.
Precisamos a cada segundo nos superar, sermos vitoriosos e as pessoas queridas não decepcionar.
Isso que espero um dia, apagar, esquecer cada um desses dilemas a partir do momento que cada um deles eu realizar
E poder mostrar e agradecer a quem em mim torceu e acreditou, que valeu a pena torcer e acreditar em mim.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

O MUNDO LAMENTÁVEL

Eu raramente hoje leio ou vejo jornal na televisão.
Sei que posso ficar e às vezes estou desinformada sobre tais importantes acontecimentos.
Mas meu coração muito se entristece e fica bastante indignado, machucado, por ver e ouvir tanta coisa ruim acontece no país e no mundo.
É uma roubalheira sem final, corrupção e injustiças sem igual nos últimos anos.
Tanta violência, crueldade, desrespeito ao próximo, ignoram até o parentesco, matam filhos, esposa, mãe ou pai, ou espancam, sem o mínimo de dor ou dó no coração.
Há ultimamente tantos desastres da natureza, mortes á “enxurrada”, no Sul, Sudeste, Norte, Nordeste, Centro Oeste, ou pior, no mundo inteiro.
Seja por muita chuva, ou por muita seca, seja por maremoto ou terremoto, ou outro fenômeno maior e devastador.
A “mãe” natureza talvez esteja nos punindo por agir com ela e seus “filhos” inocentes, com tanta ambição, sentimento de poder, egoísmo geral.
Falta de caridade ao “irmão divino”, sem piedade, incapaz de fazer uma simples doação seja de comida, roupa usável, sangue, órgão.
Ou apenas ouvido pra escutar, palavra amiga pra dar, abraço fraterno ou sorriso afetuoso pra demonstrar carinho ou compaixão.
Seja por medo, falta de tempo, qualquer outra coisa, preconceito, ou simplesmente egoísmo.
Falta de moral cívica, ou melhor, falta de respeito ao país, ás suas riquezas naturais, ou lugar em que vive e dele sobrevive.
E o mais importante, tamanho desamor ás perfeitas criações do Criador, incluindo nós mesmos.
Quanto ignorantes nós seres humanos estamos, não falo por falta de informação, educação, porque isso, muitos não tiveram, mas ultimamente é que mais temos tido, ás vezes até nos cansamos de ouvir.
Falo da ignorância de não acreditar, de fingir não saber ou ouvir o que tanto falam.
A maioria continua fazendo as mesmas coisas, sem pensar nas consequências futuras dos atos, e tudo isso só irão piorando.
São injustiças na legislação, políticos corruptos se achando acima de tudo e todos, nem a justiça está acima dos seus “poderes”, dinheiro é colocado nas calças e nas meias, que é lavado e levado pra Ilhas Caimãs,..
Não dá pra se viver mais com tanto “barraco” nas assembléias, e sujeira política, não suportamos mais ver isso na TV.
Até quando nós eleitores vamos nos vender, dando votos, por troca de camiseta de propaganda, ou uma garrafa de cerveja?
E sujeitar a essa vergonha política nacional?Ouvindo chatos horários políticos com candidatos sem mínimo de noção política e discurso convincente
Apenas estão lá. Pra que? Pra ganhar bem, com promessas absurdas, impossíveis de ser realizar, e repetitivas em todas as eleições políticas, seja pra presidente, ou prefeito.
São poucos e raros os honestos e cumpridores de promessas possíveis, são tão poucos que nossa pouquíssima memória eleitoral nos impede de lembrar quem são.
E pomos lá, pra variar, políticos corruptos e interesseiros no nosso dinheiro. Porque se fosse ao bem estar dos eleitores, países pobres como o nosso, não estariam dessa maneira.
É gente querendo através de computador ler até a nossa mente, tirando total privacidade. É insegurança e vigilância em todo canto, nos deixando cada vez com mais medo.
Pedem até pra sorrir, quando se vê uma câmera te filmando,mas pra que tanta câmera e vigilância, se bandidos roubam todo momento, olhando pra elas, as roubam ou sorriem pra elas, na maior tranquilidade?
É homem brincando de ser Deus, criando robôs cada vez mais “humanos”, tirando o emprego dos verdadeiros, ocasionando tamanha criminalidade.
Eu não sei mais o que pensar, muito menos o que dizer, só sei que nós humanos e também eleitores precisamos arrumar um jeito desse mundo melhorar.
De político corrupto parar de nos roubar, e diminuir nosso perecer.
Como?Não sei infelizmente lhes dizer.
Talvez cada um fazendo pouquinho, mas sua parte, sem preocupar se o outro fez ou não.
Cuidarmos do planeta, não poluirmos, não desmatarmos, não gastarmos muita água.
Talvez se formos mais caridosos, solidários com os próximos, respeitá-los, nós termos mais amor.
E ficarmos mais conscientes de nossos votos.
Pode até não se tornar um mundo perfeito, pois seus habitantes não são, e a vida não é conto de fadas.
Mas tornaria um lugar melhor pra viver, e menos difícil de sobreviver.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

DESCOBERTAS

Passamos as nossas vidas nos descobrindo e descobrindo o mundo, as pessoas.
A vida é feita de descobertas desde que nascemos até nosso último segundo de vida.
Algumas descobertas não são tão boas, outras são maravilhosas, e cada surpresa nos faz aprender algo, de alguma forma.
A melhor é descobrir que somos muito amados e esperados por pessoas tão especiais como nossa família, mesmo antes de nascermos.
E depois descobrirmos sozinhos desde bebês, o nosso corpo e o que somos capazes ou não de ser e de fazer.
Uma gostosa descoberta é conhecer alguém que passa se tornar pra mim ou você, especial.
Alguém que quanto mais conhece, mais descobre coisas impensadas, se julgarmos apenas sua aparência, muitas vezes angelical, tranquila.
Podem nos surpreender de uma forma muito legal, outras nem tanto
Mas se te faz ter boas surpresas, pode te fazer pensar nele (a), por muito, ou todo tempo.
Alguém que faz você se encantar cada vez mais que descobre suas qualidades, e aprende também a tolerar os defeitos dele e diminuir os seus.
Descobrir aos poucos cada novidade dessa pessoa especial é muitas vezes intrigante, e excitante.
Faz-te querer conhecê-lo (a) cada dia um pouco mais, te deixando sempre com expectativa no olhar,ansiedade,um mistério no ar.
Seu jeito tão certo e seguro do que diz, deixa empolgada (o), e te deixa mais seguro de si.
Ás vezes deixa encabulada, impressionada pelas coisas lindas, maduras e importantes que diz.
Receosa de se entregar por inteiro e mais uma vez se machucar, e também de magoá-lo.
Mas também com vontade de tentar, de deixar rolar, se entregar de cabeça sem muito pensar.
Sempre cautelosa, desconfiada, e ao mesmo tempo se arriscando como uma apaixonada.
Viver o que tem pra viver, descobrirem juntos, as coisas que aparecerem na caminhada.
Sempre em busca da felicidade plena do lado da alma gêmea e da total auto-descoberta.
Já descobri muitas coisas na vida, tive meu auto-conhecimento, o que eu quero pra mim ou não.
Descobri as coisas no mundo que prestam e as que não.
Mas ainda há muito que descobrir e resolver experimentar, ou apenas deixar pra lá.
Ser curioso pra fazer tantas descobertas nem sempre é qualidade, outras vezes é a mais importante de se ter para vencer, conseguir o que deseja.
A grande curiosidade de saber o plano de Deus para nossas vidas.
A escolha Dele para gente no encontro com a pessoa não perfeita, mas alguém real e perfeita pra gente a Seu ver.
Mesmo com defeitos não tão agradáveis a nosso ver, pois ninguém é perfeito.
Cada dia e cada situação diferente nos faz agir de uma maneira que sequer imaginávamos reagir.
Somos capazes de tudo para nos proteger, realizar os nossos sonhos, se defender e defender a quem amamos.
Tanto que muitas vezes nos surpreendemos com nossas atitudes, palavras, expressões.
E nos desconhecemos, nos punimos, nos escondemos de nós mesmos, de nossa natureza.
Pois certas descobertas nos fazem sentir diferentes da maioria, ás vezes um monstro, um sem vergonha, ou sem moral.
E o medo da solidão por sermos isolados, não aceitos na sociedade, nos faz ser o que querem que a gente seja.
Assim, nos impedindo de nos conhecermos melhor e tornarmos pessoas melhores.
Uma das mais curiosas, interessadas e buscadas descobertas: Os mistérios da vida, e claro, o que acontece após a morte?
Talvez mistérios eternamente indecifráveis, mas pra sempre desejáveis de serem decifrados.
Descoberta é o que tem de mais encantador, excitante, motivador.
Mas também pode ser triste e decepcionante, depende do olhar ede como se lida com cada situação que a vida impõe.

Que a cada dia permitamos de nos conhecermos melhor e descobrir as coisas boas ou ruins, que o mundo tem a oferecer.
Mas sempre refletindo sobre a melhor maneira de agir diante de cada descoberta.

sábado, 10 de abril de 2010

M U L H E R

MULHER...
Mulher, sinônimo de fortaleza e ao mesmo tempo fragilidade.
Mulher, palavra que significa ingenuidade, mas também malícia, sensualidade
Feminilidade, sentimentos confusos, e algumas vezes no mês, hormônios a flor da pele.
Mulher é sinônimo de doação, proteção, cuidado, amor infinito,
sexto sentido aguçado, quando o assunto é ser mãe.
Mulher é sinônimo de coragem, decisão, mais emoção do que razão.
Mulher, palavra que diz respeito à versatilidade, fazem várias coisas ao mesmo tempo.
Sabem ser várias pessoas em uma, em 24 horas.
Sabe ser mãe, filha, trabalhadora, dona de casa, esposa, mulher.
Quando querem, sabem insinuar, seduzir, manipular com seu jeito,
sabem amar e se fazerem amadas, desejadas.
Mas quando são ou se sentem traídas, feridas, enganadas por amigos ou companheiro (a),
Ah! Sabem como ninguém arrumar uma maneira de se vingar.
Mulher é tão complexa, que nem elas mesmas se entendem algumas vezes.
Quem dirá os homens, ficam tão confusos, às vezes as amam, outras as odeiam,
Mas os completam, pois não vivem sem elas.
Mulher sabe ser compreensiva, carinhosa, dengosa, esperta, virtuosa.
Mas também ciumenta sem limite, consumista, falsa, agressiva, sem frescura,
A maioria ama falar da vida alheia, são práticas, e ás vezes mais racionais que homens.
Sabem como ninguém sofrer por amor, amam além da sua capacidade.
São sensíveis, alegres, encantadoras, sonhadoras, inteligentes, intuitivas, românticas,
Amam ganhar flores, bombons, cartões, cartas de amor, mesmo que algumas não admitam.
Dizer não, ou talvez,quem sabe,é também uma de suas características,
raramente dizem sim quando querem dizer sim.
Ou ao contrário, poucas sofrem por não conseguirem dizer um não.
Mulher gosta de homem decidido, determinado, inteligente, forte,mas sensível.
Homem que sabe o que quer fiel, sincero, mas não grosseiro, bonito, que tem ambição na vida.
Homem que lhe demonstre cuidado, respeito, preocupação, atenção, admiração, amizade, companheirismo, desejo, carinho, ciúme, mas sem exagerar,
Mulher gosta de homem que demonstre interesse por ela, se ela dele gostar.
Se ela não gostar, o melhor é que ele pare de insistir, porque não resolve persistir.
Mulher gosta de homem que a faça sentir feliz, que a faça sorrir,
esquecer dos problemas, que lhe dê proteção.
Que ele a transmita respeito, segurança, carinho, desejo, e também orgulho, admiração.
Mulher é assim, querem tudo em um só, querem as coisas para ontem, mesmo não dando certo.
Amam ser elogiadas, às vezes, até o centro das atenções, serem vistas e admiradas, observadas, mesmo envergonhadas, isso é bom nos fazer sentir mulher.
Às vezes, queremos ser invisíveis, ou apenas sermos mais uma na multidão.
Entender nem sempre dá, o melhor é aceitar, amar e tolerar seus defeitos e admirar suas qualidades.
Mulher é a última criação mais bela, simples e ao mesmo tempo complexa,capaz também de criar outro ser dentro dela e trazer a criação ao mundo.
Ela é “perfeita”, pois ela foi Feita por Deus.

UTOPIA

Queria eu poder explicar tudo o que estou sentindo nesse momento.
É uma mistura de sentimentos, emoções, desejos, dúvidas.
Medo de fazer algo e me arrepender.
Medo de esperar e sonhar demais com algo que pode ser tão simples e bom.
E talvez eu esteja perdendo tempo esperando por algo que nem sei como será e se acontecerá.
Dizer sobre meu problema, nem sempre é tarefa fácil para mim.
Causa às vezes, um pouco de receio, e já causou vergonha, é hipocrisia dizer que não.
É bom quando para alguns nada muda depois que sabem, mas nem todos são assim.
Alguns me vêem como cristal, muito especial, “peça” tão frágil, que me torna intocável, ou olhar de pena, o que é pior.
Quando uns me vêem, me olham como se isso não fosse obstáculo, isso faz me sentir segura, mulher normal, querida e desejável.
Sei que não sou única a pensar e sentir assim, ao contrário,eu sou apenas mais uma.
Mas que passo para o papel e as pessoas podem se vir no que penso e sinto.
Utopia é viver sempre imaginando e não passar disso.
É viver de sonhos, de planos não concretizáveis, ideologias surreais.
Porque na maioria das vezes,nada é como pensamos,sonhamos para nós mesmos, e para o mundo. E por isso, tantas vezes nos decepcionamos.
Amor eterno, felicidade, realizar sonhos quase impossíveis, o desejo de igualdade na humanidade, paz no mundo, um país sem destruição.
Conseguir explicar com palavras tudo o que realmente queremos, somos e sentimos, sem sermos julgados ou discriminados.
Isso é utopia, e penso que a maioria de nossa vida, de nosso tempo, nós vivemos como utópicos.
São poucas coisas dessa utopia que fazemos,vivemos,concretizamos, sonhos que realizamos.
Mas não desistiremos, pois enquanto há utopia, ou seja, sonhos, planos, desejos, ideologias.
Haverá sempre a possibilidade, a esperança de concretização, ação, realização.

NOITES SEM LUAR

Oh vida! Oh noites sem luar!
Dias de pura angústia, ansiedade, medo, confusão, vontade de só chorar, sumir.
Sentimento forte e grande de solidão.
Coração em suspenso, partido, triste, desencantado.
Depois de mais uma confirmada e definitiva separação.
Uma separação feita de amor, sonhos, risadas, brincadeiras, conversas sobre a vida,
Desilusão, decepção, quebra cruel de um encanto duradouro.
É como acordar de um lindo sonho de amor e se encontrar em um marasmo, uma vida entediante, um desânimo sem explicação.
Quem nunca viveu esse tipo de situação?
Uma pressa desesperada de encontrar alguém especial e sair dessa dura solidão.
Sair com amigos, viver a liberdade presente, aproveitar a vida curta, sorrir, namorar,
Sentir novas sensações, esquecer de certos padrões da sociedade.
Amar sem me lembrar, ou valorizar muito a opinião alheia, reviver épocas da infância.
Momentos tão bons, sem nenhum sentimento ruim, sem grandes responsabilidades.
Era só brincar, estudar, obedecer aos pais, sem preocupar com nada mais.
Vida boa quando era criança até certa fase da minha juventude.
Ás vezes também é bom ser adulto, apesar de tudo.
Ás vezes é inevitável conseguir controlar tanta ansiedade, revolta, melancolia, dúvidas.
E até ser grosseira, mesmo sem querer, com mais próximos amados, e que não merecem essa minha reação.
Queria ser diferente, e hoje, mais feliz do que estou no momento.
Mas como diz uma música, você é linda demais, perfeita aos olhos do Pai.
Se Ele me fez como sou, algum motivo maior, com certeza Ele tem.
Pôs pessoas queridas pra gostar de mim do jeito que sou e estou.
Pois Ele, maior que qualquer um, Me ama como sou, me vê “perfeita”.
E também me ama assim, mesmo como estou agora e ultimamente.

FISIOTERAPEUTAS

Quero com esse poema homenagear quem merece todo meu carinho e gratidão.
São pessoas que utilizam tudo que aprenderam para reabilitar pessoas que nunca viram, mas que deles precisam.
Pacientes, que ás vezes estão em um estado que desacreditam de si mesmos, casos difíceis de melhorar.
Mas os bons fisioterapeutas não desanimam facilmente, insistem, persistem até o fim.
Acreditam na recuperação destes pacientes e fazem eles se animarem, acreditarem em si mesmos.
Muitas vezes, é muito chato ir até lá, gastar seu tempo, fazer tantos exercícios, suar, alongar, chorar de dor.
Ficar um tempo com gelo, ou um tipo de aquecedor, e até aparelhos que dão choquinhos.
É uma coisa que na maioria das vezes, leva um longo tempo pra melhorar, ver alguma evolução, dá vontade de desistir, de deixar pra lá.
Mas a simpatia, brincadeiras, cuidados e carinho que eles demonstram ter com a gente, nos fazem persistir.
Dão-nos certo ânimo, nos ajudam a enfrentar e prosseguirmos até receber alta.
Pois assim, vemos que tivemos grande melhora, pois fomos liberados.
Mas sabemos que se precisarmos voltar, seremos sempre bem recebidos e atendidos.
São tantos anos fazendo, já passei por quase todos os aparelhos e exercícios.
Alguns me ajudaram e me ajudam a não perder certos movimentos.
Como: mexer os braços, me virar, andar, esticar e dobrar braços e pernas, etc.
Alguns até enjoei de fazer, mas não posso parar, para não perder o que consegui e não atrofiar.
Tantos fisioterapeutas já passaram na minha vida, uns ainda nem formados, outros já bem experientes na profissão.
Alguns foram muito bons, outros nem tanto, uns marcaram mais, me acompanharam por anos, outros apenas alguns meses.
Claro que devo e deverei muito aos fisioterapeutas, pelo progresso que tenho tido ultimamente e ainda terei.
Mas devo também a seus auxiliares, que aprenderam com os profissionais e me ajudaram muito, quando eu mais precisei.
Não só de exercícios, mas também de carinho, alegria, força, motivação.
Não sei se um dia vou poder realmente receber alta definitiva, mas serei a eles, sempre grata.
E os profissionais melhores e mais carinhosos estarão sempre no meu coração, e na minha recordação.
Obrigada a todos os fisioterapeutas e auxiliares que passaram, estão passando, e certamente passarão pela minha vida.
Pois como estou e estarei, boa parte da minha melhora, eu devo a vocês.

CORPO MÁSCULO

Um corpo másculo é aquele que chama atenção, que causa atração.
É aquele que seduz, ou não, apenas encanta,dá vontade de cuidar.
Não falo de tipo físico: alto, baixo, gordo, magro, forte ou fraco.
Falo do que um corpo másculo pode expressar, representar.
Ele pode demonstrar sensualidade, agressividade, fragilidade, doçura.
Macheza, mas sem o famoso e bobo machismo.
Mas principalmente que ele demonstre segurança, firmeza, proteção, virilidade, sensibilidade.
Um corpo másculo fala também de uma postura e atitude segura, determinada até mesmo na voz, no jeito de falar, de tocar, segurar a cintura, de fazer carinho.
Para um corpo ser másculo também precisa de uma mente boa e inteligência na hora de conversar.
Com papo legal, interessante e original, mesmo que seja uma conversa comum, banal, um charme especial.
Ter uma voz sedutora, um sorriso e jeito encantador, uma “pegada” que domina, e um bom humor. Que tudo isso, faça sorrir, flutuar, imaginar, se arrepiar.
Um cabelo para acariciar e puxar, um perfume que a faça embriagar-se.
E um olhar que deixa a gente tímida, mas também arrepiada, de tão intenso.
Aquele olhar hipnotizador, aquele que quer nos descobrir através de nossos gestos, palavras, aquele que nos pode “despir” com os olhos.
Qual mulher não gosta?Difícil encontrar uma que nunca quis sentir um olhar assim.

Por que a maioria das mulheres gosta de homem cafajeste?
Porque ele é tudo isso em um só, sabe agir conforme a mulher gosta,sonha encontrar.
A deixa encantada, apaixonada, arrebatada pelo jeito “cafa” dele de ser, mas depois vai embora.
Dizem que eles têm a melhor cantada e “pegada”, que a mulher gosta de receber.
Têm aqueles que demonstram ser carente, frágil, abandonado, implorando para serem cuidados, acarinhados por mãos e boca macias e delicadas.
Há também o contrário, aqueles que amam cuidar, proteger, acarinhar, amar, se entregar.
Um corpo másculo é aquele tímido, mas também com atitude ousada, e às vezes malvada na hora certa, tudo equilibrado que deixa a gente fascinada.
Um corpo másculo é aquele que faz a mulher ficar totalmente entregue e atraída, até sem perceber, ou sem entender porque ele a deixa assim.

HENRIQUE - A VISÃO DOS SENTIDOS


Henrique é um rapaz de boa família, e boa situação financeira. Nasceu no Paraná, mas mudou-se para Rio de Janeiro ainda recém-nascido. Mas era simples, nunca lhe subiu a cabeça todo o bem material que possuíam.

Talvez porque desde o seu nascimento aprendeu a ver a vida de outra forma, menos materialista e mais maduro, emotivo,valorizando o que realmente importa,vivendo cada segundo como o último. Sorrindo, viajando, se divertindo com amigos, namorando.

Ele nascera sem visão alguma, nenhum médico descobrira a causa e ele vive sem um diagnóstico de sua deficiência visual até hoje, nos seus 18 anos de idade. Seus pais viajavam, procuravam os melhores médicos e nenhum tinha um diagnóstico seguro do problema de seu filho caçula.

Sua irmã mais velha, Lara, era totalmente o inverso, mesmo com 20anos, ela ainda não havia amadurecido como mulher, agia como uma adolescente consumista, que comprava tudo que lhe interessava sem preocupar-se com o preço, gastava os cartões de crédito do pai, nunca gostou de estudar, formou-se em administração, não por gosto, mas por exigência e chantagem do pai. Ela e Henrique nunca foram amigos, mal se falavam, não tinham nenhuma afinidade, e ela fazia questão de não ter. Ela dizia que teria que suprir a carência dos pais de algum jeito, depois que ele nascera, tudo e toda atenção era pra ele. Sua mãe sempre negara, dizia que a filha tinha a mesma atenção que ele, que se dava um pouquinho mais de atenção e cuidado a ele, é porque ele precisava mais.Ele era mais calmo, nunca discutia com ela, sentia-se culpado às vezes por ter nascido e ter dado motivo pra irmã agir assim. Ele a amava muito, queria vê-la sempre feliz.

Ele foi crescendo, e sua mãe ensinando-o a andar na casa sozinho, ficar independente, ir para escola sozinho, andar na rua sozinho. Ela lhe ensinava que mesmo ele sendo deficiente visual, ele tinha olfato, audição, paladar, e principalmente tato para conhecer e fazer o que ele quisesse. Que sua deficiência nunca deveria ser motivo de obstáculo para ele não fazer algo que realmente quisesse. Ele era um rapaz muito inteligente, tinha ótimas notas na escola,pois só uma escola comum o aceitara, era como uma recompensa por tê-lo aceito lá, mas ele vivia isolado, raramente um vinha para brincar com ele, ele se sentia muitas vezes excluído. Os únicos amigos eram os primos mais velhos que ele, Lucas e Renato, que brincavam muito juntos,se divertiam,saiam juntos. Esses dois primos,assim como toda a família o amavam,o aceitavam como era. Seu pai,quando ele completara 10 anos lhe dera uma bengala para auxiliá-lo nos seus passeios,sua ida vinda da escola. Era um lindo menino, desde pequeno, tudo indicara que seria um belo rapaz, com seus olhos esverdeados, pele morena, magro, alto.

A única moça que lhe interessava, que o fez se declarar,ria dele,nem sequer olhava para ele,raramente dirigia a palavra a ele,e quando fazia era para comentar dos outros rapazes,elogiando-os,o coração de Henrique ficava partido,se sentia rejeitado,sua juventude não foi nada fácil.

Mas o tempo foi passando, ele crescendo, se aceitando como era, apesar de não ser fácil, andar nas ruas, calçadas, era tão difícil quanto se aceitar, pois nada era adaptado, dificilmente encontrava sinalizações no piso, ou braile, tinha que andar na rua, pois as calçadas tinham desníveis, poucos rebaixamentos, buraco,ás vezes ele até caia,tropeçava, quase foi atropelado na esquina. Estudava, saia com os primos,conversavam,riam, e Renato lhe apresenta Maria, uma moça muito bonita, ele sentiu quando passou a mão pelo seu rosto. É inteligente, simpática, educada, meiga eles conversaram muito, ele gostou do jeito dela e ela do dele.

Encontraram-se algumas vezes junto com os primos dele, e cada dia as afinidades aumentavam, e o carinho de um pelo outro também, até que ela decidida como era o beijou e ele correspondeu ao beijo com muito ardor e paixão, daí começou o namoro.

Um dia em que estavam sozinhos em seu quarto, e depois de muito amor, ele perguntou a Maria:_meu amor, você enfrentaria tudo e todos por mim e comigo? Eu não quero ofendê-la com esta pergunta, mas muitas vezes pensava nisso. Tenho medo de você me deixar, não aguentar a barra do preconceito que certamente aconteceria por você estar junto de um cego como eu, com tantos homens interessantes no mundo.

Ela simplesmente o beijou e disse: Eu Te Amo Henrique, meu amor! Sempre soube da sua deficiência, isso nunca foi obstáculo para estar com você e amá-lo como te amo. Eu sei que sofreremos preconceitos, e que tem muitos homens interessantes no mundo, mas não para ficar comigo, quero só você. Eu enfrentarei tudo e todos por você, e estarei sempre ao seu lado. Quero ficar com você para sempre. E, por favor, tire essas coisas de sua cabeça, independente do que digam por aí, eu estou com você porque te amo, não sou mulher de ficar com alguém por dó, seja o motivo que for.

Isso o deixou emocionado, era a declaração de amor mais linda que ele já ouvira nessa vida. Ele agradeceu pelo que disse, choraram juntos e voltaram a se amar, com mais intensidade que antes. Pois para ele, houve uma grande confiança e certeza, ela era o amor de sua vida, que ele tivera muita sorte,que nem todos deficientes têm a sorte de receber a declaração de amor que ele teve,ou melhor, não têm a sorte de encontrar uma pessoa que os ame, como ela o amava e que ele amava demais.

Isso deu a Henrique segurança, mais força e vontade de viver, de ser feliz, de realizar seus sonhos, como ser fotógrafo. Ele fez seu curso de fotografia, formou-se, ela se formou em engenharia elétrica,eles se casaram,viajaram o mundo, tiveram aventuras radicais, como voar de asa delta, para-quedas, eles trabalhavam muito, sofreram preconceito, ambos pelas profissões que resolveram seguir. Porque nem todos acreditavam que ele poderia tirar fotos sem ao menos enxergar vultos, ele tirava fotos, brigava por seus direitos, mostrava que aquela profissão, era não só seu sonho, seu hobbie, mas também seu grande dom, já que fotografava natureza, monumentos importantes, que seus outros sentidos o faziam “ver” o que seus olhos não podiam.

Mas ela o apoiava, comprava a briga dele por seus direitos, acreditava nele,o admirava,orgulhava-se dele, e ele orgulhava-se dela, pela ótima profissional que ela estava se tornando a cada dia,pela barreira do machismo que ela vinha atravessando e superando-os.E por ela brigar quando os homens a assediavam ou tentavam humilhá-lo por sua deficiência.

Sempre se amavam, o amor deles foi tão verdadeiro e intenso, que ela engravidou, e desde a barriga, ela dissera ao seu bebê que o seu pai era muito especial, que talvez também sofresse preconceito, mas que o pai dele o amava muito, mesmo antes dele nascer,que o estava esperando ansioso.E que ele deveria respeitá-lo,amá-lo e defender o pai,acreditar nele mesmo e no pai sempre.Que independente do que falassem sobre ele ou os pais,ele deveria apenas acreditar,ter fé em Deus,em si mesmo e no que superaram ,enfrentaram para ter uma profissão,serem respeitados,admirados,e esses pais o amarão sempre.

Que o importante é sempre persistir no sonho, enfrentar o que for preciso para realizá-los, sempre honestamente, sem pisar em ninguém, porque o mundo dá voltas, e quem você pisa hoje, pode ser quem te estenderá a mão lá na frente, quando precisar. Por isso todos são dignos, humanos e independe se é diferente dele, merece atenção, respeito, no mínimo boa educação, porque ninguém é melhor ou pior que ninguém, mesmo que digam isso a você. Ela conversava muito com o filho, mesmo ainda em sua barriga. Henrique ficava cada dia mais apaixonado por ela, vendo-a grávida e linda.Ricardo nasceu sem nenhum problema, “perfeito”, grande, lindo, puxara o pai fisicamente e o jeito da mãe, inteligência e força dos dois.

Todos foram felizes, superando barreiras, demonstrando o que são capazes de fazer, enfrentando preconceito, discriminação nas ruas, pelas pessoas e pelos governantes que ignoram a presença dos deficientes na cidade, mesmo eles pagando impostos (não todos, mas maioria), contas, sendo cidadãos como qualquer um.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

O SOM DA LIBERDADE


Quero eu ter um conversível. Não por luxo, nem metidez, ou qualquer outro sentimento ruim.
Quero ter um pra sentir o ar puro, viajar sem ter destino certo.
Parando quando e onde quiser, pra descansar e olhar para o luar.
Sem preocupar com tempo exato pra chegar a algum lugar.
Conhecer lugares tão sonhados, outros sequer imaginados.
Ouvir minhas canções românticas e agitadas no som do carro.
Sem ninguém para desligar ou reclamar do que ou do volume que escuto.
Cantar ou gritar alto de felicidade, sem importar quem ouvirá.
E no silêncio do som da música, poder ouvir o som do vento soprando forte.
Sentindo a brisa tocando meu rosto, movimentando meus cabelos para trás.
Sentindo a liberdade, a independência no corpo, no ar, no sopro do vento
Às vezes até gelado, me arrepiando o corpo inteiro, me dando uma libertação sem igual.
Quero muito ter uma sensação boa assim, ter um momento único e só pra mim.
Viajar sem rumo, amar sem pensar no amanhã, viver sem medo do que irão pensar.
Amar sem sofrer, viver intensamente cada minuto que não tenho vivido como queria.
Muitas vezes dá saudade de reviver certos momentos, outras vezes, de viver o que nem sequer vivi.
É tão estranho esse sentimento de saudade, é algo inexplicável, mas tão bom de sentir.
Quero um dia poder realizar esses momentos de saudade que não vivi.
E quem sabe, reviver com meus filhos, aqueles momentos que já vivi, e fui tão feliz?