segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

MISSÕES


Queria poder encontrar um tesouro perdido, baú de moedas de ouro, ou jóias.


Daqueles que se acha o mapa dentro da garrafa, como vi nos filmes.


Não é pra ser milionária, não é essa a minha intenção.


Porque perderia o pouco da sensação de liberdade que sinto.


Sem falar nas amizades interesseiras que apareceriam.


Quero amizade sincera e verdadeira ao meu lado.


Sem falar em um verdadeiro amor, não apenas interesse pelo que tenho.


Quero com o dinheiro, poder viajar, me aventurar, conhecer vários lugares,


Pessoas, culturas diferentes, cidades que sonho como Bahia, Ceará, Veneza, Atenas,


Paris, a cidade Luz, a Torre Eiffel, e seus lugares mais românticos e encantadores.


Mas também quero poder ajudar os outros, dar maior tranquilidade e conforto para


Mãe e avós, uma ajuda para tios e amigos, pois sem eles não sou ninguém.


Quero também poder cumprir uma de minhas missões nesse mundo, além de ser feliz.


Sei que minha missão principal é fazer algo para esse mundo não continuar igual.


E as outras pessoas verem que também podem fazer algo de bom para o outro.


Ajudar do jeito que posso, as pessoas que precisarem de minha ajuda.


A primeira foi tocar teclado, mas infelizmente, meu ombro doeu muito, e não deu mais para tocar.


Ah!Era tão gostoso, ouvir o som, a melodia da música que sai daquelas teclas, o ritmo.


Esquecia-me do mundo, nem via o tempo passar,quando tocava Memory,Ghost, etc.


A segunda é fazer arquitetura, poder deixar as cidades mais bonitas, saudáveis,


Realizar sonhos de construir casas para pessoas mais necessitadas de um lar, um teto.


A terceira pra dizer a verdade, não sei se é escrever poemas, mas fico feliz,


Se for mais uma missão, pois me faz bem, eu puder me expressar.


E puder de alguma forma ajudar alguém com o que escrevo, pois é o que penso e sinto.


Quero poder fazer uma instituição e homenagear meus pais, mas também aumentar o número de adoção.


Pôr as famílias interessadas em adotar como voluntárias para conhecerem melhor as crianças.


Eles dariam carinho, amor, atenção, poderiam cuidar delas.


Assim facilitaria a escolha, e diminuiria nas outras crianças, o sentimento de rejeição.


Dói o coração ver crianças nos orfanatos, abandonadas, bebês ou já grandes, sem


Carinho, afeto, cuidados, atenção, sem uma família e uma casa para chamar de lar.


Sem ter tudo que tenho, graças a Deus nunca tive esse sentimento de rejeição.


Sou filha biológica, mas mesmo senão fosse, sei que seria amada do mesmo jeito.


O que falta nesse mundo é amor, só assim ele seria mais pacífico e feliz pra viver.


E quanto as minhas missões não sei quantas serão, mas venha as que vierem,


Vou fazer o que puder pra cumprir, e sei que Deus me dará força pra isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentario é importante para mim..