quinta-feira, 29 de março de 2012

SENSAÇÕES PERDIDAS


limitaçoes

Meu coração desacelera pela tristeza da alma.
Ele está trancado e até quando eu não sei... Exausto de sonhar e sofrer.
Quero tanto que as coisas mudem... A partir destes 27 anos que logo chegarão.
Estou cansada de acreditar na felicidade de um amor belo e sincero, puro... Quero partir para outros rumos.
Farta de pensarem em mim como peça de porcelana, ou um vidro.
É tão difícil sentir que me veem como algo frágil e facilmente quebrável... Sou mais forte do que imaginam.
Corpo que atrai... Limitações que repelem.
Sinto nesses momentos um nada... Não sou objeto sexual. Afinal corpo não é tudo.
Mas oras... Quem gostaria de saber que causa atração e ao mesmo tempo, um medo no outro desejado?
Isso dói, machuca tanto... Como um animal selvagem.
Atrai-te para mais perto para vê-la melhor.
Depois foge... Afasta-se abruptamente, por medo do que acontecerá se aproximar mais.
Por que não me acostumo?... Já aconteceu tantas vezes.
É doloroso toda vez... Por que tem que ser assim?
Sou um bicho selvagem?... Às vezes parece que sim.
Limitações que não me impediram de estar onde estou; nem de fazer o que já fiz até hoje.
Limitações que também me impedem de ser uma mulher de verdade.
Mulher que mesmo com todas as dificuldades da vida, não deixa de ser mulher como as outras.
Com desejos, vontades, instintos naturais que deseja explorar e sentir o prazer que muitos dizem ser tão bom.
Há muito não sou a coitadinha, ou a menininha que uns ainda pensam que sou... Cresci.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentario é importante para mim..

VIVIAN E O PODER DE LUTAR

Era um dia bem chuvoso e frio e Vivian se perdia em seus pensamentos sobre quem realmente era e para que razão estava nesse mundo, enquanto...