sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

CADÊ TU, AMOR MEU?



 
Estou aqui a pensar em ti.
Sofrendo sozinha a solidão, por não ter o seu amor.
A minha cara-metade, mas um amor sem rosto.
Nem sei se tu existes realmente.
Se existe, onde estarás?
Por que não aparece?
Quero tanto estar em seus braços, sentir teu calor, amá-lo, e por ti ser amada.
Por que se esconde de mim?Será que estás tão longe assim?
Estás com medo de amar?
Ou tens medo de chorar, suspirar de saudade, sofrer por amor, ou tornar um bobo apaixonado?
Ame pura e verdadeiramente essa jovem mulher batalhadora, mas meiga e sonhadora...
Que anda já sem esperança de encontrá-lo, e contigo formar família, ser feliz na sua agradável companhia, até ficar velhinha.
Esta que o procura, mas teus olhos ainda não encontraram os dela.
Será que este rosto eu já vi, mas dele não me recordo?
Ou vejo-te, e falo-lhe sempre, mas perto de mim não moras?
Quem és tu?Meu amor que ainda não conheço.
Será que como eterno romântico, tu és um apreciador de poemas, e viu algum meu?
Não me canso de ler romances, e neles viajo pensando:
Será que um dia encontro o homem meu? Como será ele? Será que demora chegar, ou que por mim também procura?São tantas perguntas, tanto será.
Vivo a sonhar com seus beijos, nossas conversas, abraços, carinhos cheios de ternura, olhares brilhando de paixão, e as carícias, amores quentes ao cair da noite.
E logo depois dormindo tranquilos, felizes, e abraçados.
Será que você existe de verdade, ou serão apenas deliciosas ilusões?
Às vezes triste, por ver que nada é real, apenas sonho, coisas de minha fértil imaginação... Causadas por romances, e conto de fadas... FELIZES PARA SEMPRE!
Se você é real, procura alguém como eu, e estás só, querendo alguém de verdade pra viver uma linda história de amor, aparece.
Não busco em você o príncipe encantado, mas um homem com atitudes do mesmo... Um pouco do que costumam chamar de felicidade!
Longe da terrível solidão que nos aflige a alma e entristece o coração.
Canso, porém não desisto de encontrá-lo, e viver com você... Cadê tu, Amor Meu?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentario é importante para mim..

VIVIAN E O PODER DE LUTAR

Era um dia bem chuvoso e frio e Vivian se perdia em seus pensamentos sobre quem realmente era e para que razão estava nesse mundo, enquanto...