segunda-feira, 3 de junho de 2013

A VIDA E A GRATIDÃO





Penso em tudo que passamos até aqui.

Tudo que já fiz... São tantas coisas que nem acredito.

Mas não fiz só, ninguém faz nada sozinho.

Temos sempre anjos que nos ajudam e estão sempre do nosso lado.

Quantas pessoas já passaram em minha vida?

Quantas eu nunca mais vi?

Tantas que nem me lembro do nome de umas.

Quantas sumiram e reencontramos algum tempo depois?

Quantas ainda estão presentes há muito tempo?

Quanta gente eu ainda quero reencontrar?

Quantas encontramos sem querer e se tornam tão presentes e importantes que não queremos que se vão?

Sinto saudades... Vontade de estar perto, por as conversas em dia, rir, relembrar, é sentir falta. 

Palavra criada no meu país, porém com significado sentido no mundo inteiro.                                                                                        

Quanta gente eu ainda conhecerei ao longo da vida? Sei que serão muitas.                                                

Umas apenas passarão, outras ficarão...

Faz parte da caminhada.                                                                                 

Quero tantas coisas no futuro.                                                                                                                                     

Há momentos em que nos perguntamos:                                                                                                                              

Quais são meus sonhos?  Devo tê-los ainda?                                                                                            

Há muitos que nem sabem o que é, ou se ainda os têm.                                                                                                        

A realidade é cruel para alguns, e a luta pela sobrevivência é constante, muito triste.                                               

Às vezes sinto-me tão egoísta, mal comigo mesma.                                                                                                                  

A culpa em pensarmos mais em nossos problemas.

Não quero ser ingrata nem insensível.  Devo a tantas pessoas a melhora de vida que temos.

A vida e a gratidão não valem apenas de coisas materiais e dinheiro.

Este nem sempre é a solução de tudo.

Vale bem mais esforço, dedicação, amizade verdadeira, atenção, carinho, muito amor e a paciência que nos oferecem.      

Obrigada a Deus, a minha mãe, a todos que me deram, dão e darão todo o apoio para que eu seja feliz e realizada um dia.                                                                                                       









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentario é importante para mim..

VIVIAN E O PODER DE LUTAR

Era um dia bem chuvoso e frio e Vivian se perdia em seus pensamentos sobre quem realmente era e para que razão estava nesse mundo, enquanto...