sexta-feira, 6 de maio de 2011

VOLTA NO TEMPO



 
Hoje eu queria voltar ser criança
Brincar de boneca, pular corda, andar de mãos de dadas com meus pais nas ruas...
Queria voltar no tempo, e não ter certas "dores de cabeça" dos adultos
Não ter muitas responsabilidades, a não ser estudar, brincar e ser feliz.
Às vezes fico tão melancólica, com saudades dos momentos bons que vivi quando criança.
Queria não ter que ser adulta e chegar a conclusões cruéis que doem o coração.
Que fazem a gente molhar o travesseiro na noite silenciosa, de tanto choro abafado e guardado no peito.
Não queria ter de ensaiar a dizer algo que não quero.
E que no fundo sabemos que na hora da verdade, nunca falamos como ensaiamos.
O nó na garganta impede de expressarmos o que precisamos... Quase com urgência!
É uma necessidade dolorida, e guardarmos não nos faz bem... Necessitamos tirar o que angustia a alma.
Dolorida por não querer dizer o que é necessário.
Por imaginar que magoaremos e nos ferimos por deixarmos triste quem tanto amamos.
Por imaginar qual será a reação desse alguém ao ouvir o que temos a dizer... Muitas vezes torcemos pra algo acontecer e evitar encontrarmos tal pessoa.
Pensamos... E aí, como será depois?É tão doloroso pensar que talvez nem nos falemos mais, que o outro vai sofrer, e etc.
Tem horas que dá vontade de desistir dessa conversa tão seria e importante.
Tão difícil esses momentos, que vontade de desaparecer, de chorar...
Porém, sabemos que não dá, pois se desistir, sairei ainda mais ferida e triste do que já estou.
Ficarei mais decepcionada, frustrada comigo mesma... Sentindo-me a mais covarde e fraca do mundo.
Por que temos de acabar com o que por tanto tempo nos fez tão bem, e agora não faz mais?Por que deixa de nos fazer bem assim do nada?
Por que não somos como máquinas que tem botões, estes que ligam e desligam e que podemos ir ao tempo que quisermos, ou seja, passado ou futuro?
Pra corrigir algumas coisas que já passaram, ou ver como será o amanhã.
Botões que apagamos o que não queremos lembrar, sentimentos que não queremos sentir.
Seria tão mais simples, por que é tudo tão complicado?
Dias como este, que não queremos ver ou falar com ninguém, muito menos com quem precisamos dialogar, e que o destino cruelmente nos põe na frente... Só que não nos permite falar por alguma razão.
E só pedimos a Deus, por favor, não me deixa mais ver essa pessoa, ou vamos acabar com isso logo, eu preciso de paz... Porque estou pra enlouquecer de tanto pensar nisso e sofrer.
O resto está nas mãos Dele, e não sabemos como tudo irá se resolver... Deixa o destino fazer sua parte, está tudo escrito nos livros de nossas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentario é importante para mim..