sexta-feira, 22 de outubro de 2010

AMOR QUE O TEMPO NÃO DESTRÓI




 
Meu sorriso resplandece quando te ouço, ou te vejo.
Meus olhos brilham,e meu desejo por você aparece e diz, grita:
Você é tudo o que mais quero!
Seu jeito, sua personalidade, maturidade de um homem de verdade, me encantam
Sua voz me hipnotiza.
O que torna tudo tão perigoso, mas tão gostoso.
É como estar entregue em suas mãos, á mercê de sua paixão.
Ao longo do tempo, ficaremos muito tempo juntos.
E hora ou outra cairá chuva de verão, com raio, trovão.
Mas como toda chuva de verão, logo ela cessará.
Virá o sol, o arco - íris, fazendo a gente se reconciliar, e depois nos amarmos.
Amor construído com o tempo, com o conhecimento do outro, afeto, compreensão, aceitação, renúncias em prol não apenas de agradar ao outro,
Mas de fazer a relação ser duradoura e feliz.
Amor que fica cada dia mais forte, bonito, e verdadeiro.
Com o sentimento mais puro e sincero.
Amor que nos transforma de um jeito mais forte que uma avassaladora paixão.
Amor que supera a mais terrível tempestade, tufão.
Quando o tempo de duração da relação é longo, parece que nos tornamos mais sensíveis, carentes á atenção, carinho, compreensão, e amor do outro.
Tempestade que na maioria das vezes destrói lares, famílias, e abala base de muitas relações, levando a separações.
Quero contigo um amor sem grandes pretensões, como ser o mais lindo, e sincero do mundo, ou história pra ser contada em um filme de romance...
Quero apenas ser sua, você meu, e nós, de nossos filhos.. O amor que vence todas as barreiras, principalmente do preconceito alheio.
Amor que apenas quer ser vivido, compartilhado, e passado para futuras gerações.
Um amor que enaltece nossas almas, e nos torna mais humildes, melhores como humanos... É esse o amor que tanto sonho ter e viver com você... Futuro grande amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentario é importante para mim..

VIVIAN E O PODER DE LUTAR

Era um dia bem chuvoso e frio e Vivian se perdia em seus pensamentos sobre quem realmente era e para que razão estava nesse mundo, enquanto...